Dieta do Carboidrato: Alimentos Permitidos Que Potencializam a Dieta!

Na Dieta do Carboidrato Alimentos permitidos ajudam a potencializar a Dieta.

Uma dieta balanceada e saudável é importante para todas as pessoas, não somente para a perda de peso, mas para a saúde do organismo em geral. E a Dieta do Carboidrato é uma boa pedida para quem quer emagrecer sem abrir mão da saúde!

Quando o assunto é emagrecimento, a primeira palavra que costuma vir à mente é “dieta”. Existem diversas técnicas para emagrecer existentes, mas é preciso se atentar para não acabar ficando doente por falta de nutrientes essenciais – “cortados” na tal dieta.

Afinal, é mais do que importante seguir instruções que não prejudiquem o corpo, perdendo peso de modo saudável.

A dieta do carboidrato consiste em reduzir o nutriente, mas, ao mesmo tempo, não cortar totalmente – em decorrer de complicações que podem afetar o organismo, já que o carboidrato é fundamental para que o corpo funcione corretamente.

Sabendo disso, demonstraremos a seguir quais são os elementos principais presentes na dieta do carboidrato, bem como receitas, cardápios, para que você possa perder peso – e não perder a saúde.

Quais são os benefícios do Carboidrato?

O carboidrato é o principal nutriente presente na contração muscular, e o mais importante para o desempenho em exercícios físicos, sendo indispensáveis para que o corpo funcione bem. A energia obtida com os carboidratos é disposta entre os músculos em atividade, tendo a glicose e a frutose como os carboidratos mais simples.

As reservas de carboidrato no organismo são delimitadas, ou seja, quando se esgotam, o indivíduo pode chegar a um estado de cansaço e fraqueza.

Uma outra característica vital do carboidrato está ligada à função estrutural dos seres vivos, promovendo a formação da celulose e da quitina, por exemplo. Além disso, eles também são indispensáveis para as estruturas do DNA e do RNA.

A Dieta do Carboidrato emagrece quantos quilos?

Durante essa dieta, é importante alimentar-se com maior frequência – devido ao fato de que os alimentos serão mais fáceis de digerir, sendo necessário repor após pequenos intervalos entre uma refeição e outra.

Com essa dieta, é possível emagrecer até 5 quilos de modo saudável em até 15 dias após o início da alimentação – há quem diga que em apenas 2 dias já é possível observar resultados no corpo.

Após os 15 dias com a dieta é recomendado retornar a uma alimentação normal para não prejudicar a saúde, entretanto, ainda com poucas quantidades de carboidratos – evitando perder o progresso.

Seguindo a dieta corretamente te fará empolgar com os resultados, lembre-se de realizar uma caminhada de 20 minutos todos os dias para potencializar os resultados.

A dieta do carboidrato não é recomendada para quem faz exercícios pesados, como musculação, devido ao alto gasto de energia, podendo comprometer os músculos do corpo.

Alguns nutricionistas se utilizam da dieta Dukan como base, consistindo em um grande consumo de proteínas e nada de carboidrato. Algumas pessoas que já tentaram a dieta afirmam que é possível perder até 5 quilos por semana, sendo preciso de um acompanhamento médico para avaliar as necessidades nutricionais do indivíduo.

Após dois dias com a dieta já é possível observar mudanças na barriga e em alguns dias mais a perda de peso é visível, por conta da eliminação do carboidrato no organismo através da cetose.

Outros nutricionistas podem se basear na dieta do Dr. Atkins, que consiste em um consumo equilibrado e saudável de proteínas magras, frutas, fibras e gorduras boas, reduzindo a quantidade de carboidratos e açúcares – podendo trazer resultados visíveis em até 10 dias de dieta.

Com a dieta do carboidrato é possível emagrecer justamente devido ao organismo utilizar a glicose dos carboidratos de baixo índice glicêmico, no intuito de obter mais energia. Caso haja excesso dessa glicose, a gordura será armazenada, impedindo o ganho de peso no caso dela ser gasta antes da próxima refeição.

Alimentos que contém Carboidrato:

Alguns dos principais alimentos ricos em carboidrato são:

Açúcar Cereais Arroz Refrigerantes
Batata Tapioca Banana Grão de bico
Ervilha Bolos Feijão Chocolates
Pães Massas Soja Molhos prontos
Doces Amidos Bolachas Castanha
Milho Mel Trigo Uvas passas
Fécula Abóbora Lentilha Água Tônica
Melancia Cenoura Figo Amendoim

Nem todo o carboidrato é igual, por isso, é importante reconhecer quais são os carboidratos bons. Os carboidratos simples – com alto valor glicêmico – são aqueles que são digeridos e absorvidos rapidamente pelo organismo, levando a um aumento de glicose na corrente sanguínea.

O aumento da glicose acaba gerando um efeito chamado hipoglicemia de rebote, que acarreta em fome após pouco tempo e aumento do apetite por alimentos doces e ricos em carboidrato. Alguns exemplos de carboidratos simples são: mel, açúcar macarrão, balas, pão francês e arroz branco.

Os alimentos que possuem carboidratos complexos – com menor índice glicêmico – são digeridos lentamente, causando o aumento progressivo da glicemia e trazendo a sensação de saciedade por um tempo maior.

Os carboidratos complexos tendem a ser mais nutritivos, por conter fibras, além de vitaminas e minerais, e nutrientes fundamentais para o emagrecimento e a prática de atividade física, como por exemplo: Arroz integral, aveia, mandioca e batata-doce. E é sobre esses carboidratos que falaremos no tópico abaixo.

Dieta do Carboidrato Alimentos Permitidos

A dieta do carboidrato alimentos permitidos consiste em reduzir a quantidade de carboidratos consumidos durante o dia-a-dia, ajudando a perder peso mais facilmente. Normalmente, o ideal é que se consuma cerca de 55% de carboidratos diariamente. Com a dieta, o índice de carboidrato a ser ingerido fica em torno dos 45% (menos que isso pode ser prejudicial à saúde).

Uma boa opção é ingerir alimentos que contenham carboidratos simples, juntamente a fibras (acrescentando aveia ou sementes de chia nas frutas, por exemplo), que auxiliará a reduzir a absorção de açúcar além de fornecer saciedade por mais tempo.

O ideal é que com a dieta do carboidrato se consuma apenas carboidratos de baixo índice glicêmico, como, por exemplo, os citados abaixo:

Frutas Verduras Leguminosas Ovos
Frutas Verduras Leguminosas Ovos
Frango Abobrinha Queijos Peixes
Leite Iogurte Azeite Macaxeira
Chia Linhaça Óleo de Coco Gergelim
Azeitona Rúcula Carnes Magras Acelga
Brócolis Berinjela Cebola Tomate
Água Pepino Pimentão Aveia
Rabanete Aspargos Queijo branco Beterraba

Dê preferência aos alimentos integrais, desnatados e light. Opte por não acrescentar açúcar ou adoçantes à base de frutose em chás ou cafés.

A dieta do carboidrato é também indicada para tratamento de colesterol alto, obesidade, diabetes e compulsão por doces, e pode ser utilizada por pessoas de todas as idades.

Aumente a ingestão de fibras. Na hora das refeições, acrescente grãos ao arroz, tempere um frango grelhado com azeite. As opções são inúmeras.

Dieta do Carboidrato – Cardápio:

Não há problema nenhum em montar o cardápio de acordo com suas preferências, contanto que os alimentos sejam os permitidos, com baixo teor glicêmico e sem açúcar.

O importante é sempre diversificar suas refeições para que, dessa forma, você não se enjoe com uma alimentação repetitiva e desista da dieta.

Abaixo estão listadas algumas sugestões (e opções) de cardápio para você se inspirar:

– Café da manhã:

200 ml de iogurte desnatado + 1 colher de sopa de farinha de linhaça + ½ maçã;

½ mamão papaya + 1 fatia de queijo branco + 3 bolachas integrais;

1 xícara de café c/ leite sem açúcar + 2 ovos mexidos c/ manjericão e queijo curado;

1 copo de suco verde c/ couve, limão, abacaxi + 1 colher de sopa de chia;

– Almoço:

Omelete de claras de ovo + queijo branco + peito de peru + legumes de sua preferência;

Frango grelhado + cenoura ralada + arroz integral + grão de bico;

Salada de atum + beterraba ralada + azeite + 5 rodelas de pepino;

Hambúrguer de frango + 4 tomates cereja + cheiro-verde;

1 filé de carne vermelha magra + arroz integral + sala de rúcula;

– Lanche:

4 torradas integrais + cream cheese light;

1 taça de salada de frutas, regada com laranja e um pouco de linhaça;

200 ml de água de coco + 1 fatia de melão;

5 biscoitos integrais + 200 ml de suco light (de sua preferência);

– Jantar: (Lembre-se de fazer uma refeição mais leve)

Salada Caesar: Alface, queijo branco, frango desfiado + molho de limão caseiro; (com maionese light) e azeite;

Filé de salmão assado + Macaxeira + salada de agrião;

Sanduíche de pão 7 grãos + peito de peru + queijo branco;

1 prato de macarrão integral + molho ao sugo caseiro;

– Ceia:

1 taça de gelatina diet (sabor de sua preferência)

1 banana + chá sem açúcar

Iogurte desnatado batido com 6 morangos + sementes de chia

2 fatias de pão integral + peito de peru + cream chese light

Sempre tenha em mãos os rótulos de alimentos do supermercado, para conferir se o índice de carboidratos e açúcares é 0% ou inferior a 1%.

Dieta do Carboidrato Alimentos Permitidos

Dieta do Carboidrato – Receitas:

Existem inúmeras receitas com baixo índice de carboidrato que podem fazer com que a sua dieta fique ainda mais atrativa e diversificada. Algumas receitas podem ser usadas com farelo de aveia, para bolos ou tortas de baixa caloria.

Os vegetais e legumes também podem ser fortes aliados no preparo de algumas receitas, como por exemplo, macarrão (integral) de abobrinha ou até mesmo uma pizza de couve flor, livres de glúten e, por isso, podem ser consumidas até mesmo por pessoas portadoras de doença celíaca (intolerância ao glúten) ou que simplesmente preferem seguir uma dieta livre dessa proteína.

Priorize fontes de gorduras saudáveis e com teor glicêmico mínimo para a construção de suas receitas, utilize azeite de oliva extravirgem e proteínas de boa qualidade, como carnes magras, frango sem pele, peixes, ovos, que podem ser usados no preparo de várias refeições – principalmente no café da manhã ou lanches intercalando as refeições principais.

Opte, por exemplo, pelo rocambole de carne moída recheado, que além de ser fácil de preparar, ainda leva farinha de aveia, de beterraba e flocos de milho – que funcionam para dar “liga” ao rocambole.

As farinhas mencionadas são ricas em fibras, que agem no bom funcionamento do intestino e aumentam a sensação de saciedade.

A receita também leva em sua composição a farinha de chia, que é rica em proteína, gorduras boas para a saúde, além de vitaminas.


Receita de rocambole de carne moída recheado:

Ingredientes:

600 g de carne moída (escolha a opção que contiver menos gordura);

½ xícara de chá de farelo de aveia;

2 colheres de sopa de farinha de beterraba;

2 colheres de sopa de semente de chia;

3 colheres de sopa de azeite;

½ xícara de chá de cebola roxa picada em pedaços finos;

½ xícara de cenoura ralada;

½ talo de salsão picado em pedaços finos;

2 colheres de sopa de goji berry – fruta, picada finamente;

1 ½ xícara de chá de flocos de milho;

1 colher de sopa de ervas frescas picadas (como salsinha e sálvia, por exemplo);

Sal marinho e pimenta do reino moída à gosto;

Modo de preparo:

1. Pré aqueça o forno à 180°;

2. Faça a farofa: Aqueça o azeite e refogue a cebola, o alho, a cenoura e o salsão. Quando a mistura começar a dourar, desligue o fogo e acrescente a goji berry picada, os flocos de milho, as ervas frescas e tempere tudo com sal e pimenta. Misture bem e transfira para um recipiente. Reserve;

3. Em um recipiente fundo, acrescente a carne moída, a farinha de beterraba, o farelo de aveia e as sementes de chia. Tempere tudo com sal e pimenta do reino;

4. Misture muito bem todos os ingredientes, até ficarem uniformemente distribuídos e as farinhas começarem a dar liga à massa;

5. Sobre uma superfície lisa, abra um pano de prato limpo e sobre ele, coloque uma lâmina de papel alumínio. Disponha a carne como um retângulo de aproximadamente um dedo de espessura;

6. Cubra a carne com a farofa, certificando de deixar um espaço de dois centímetros das margens da carne;

7. Para fechar o rocambole: Segure com as pontas dos dedos o pano de prato e o papel alumínio e, delicadamente, puxe ambos fazendo com que a carne enrole sobre si mesma. A cada volta, aperte um pouco a carne para que fique no lugar;

8. Quando o rocambole estiver pronto, envolva-o com o papel alumínio e leve ao forno por aproximadamente meia hora;

9. Ao passar a meia hora, retire o papel alumínio e deixe assar por mais cinco ou dez minutos;

10. Retire o rocambole do forno, cubra e aguarde alguns minutos antes de fatiá-lo;

11. Sirva com o acompanhamento de sua escolha. Que tal arroz integral com uma salada de rúcula e tomates cereja?


Receita de Mousse de Alfarroba:

As receitas contendo alfarroba estão cada vez mais populares, devido ao fato de ser uma ótima opção para substituir o chocolate. Entretanto, é comum ainda existir dúvidas quanto à forma de utilizar a alfarroba. Essa receita, com alimentos funcionais e ingredientes sem glúten e sem lactose, poderá te fazer entender um pouco mais fácil.

Ingredientes:

300 ml de leite vegetal;

4 colheres de sopa de biomassa de banana verde;

2 colheres de sopa rasas de alfarroba em pó;

2 colheres de sopa de semente de chia;

2 unidades de tâmara passa (seca) sem caroço;

Decoração opcional: 2 colheres de sopa de nibs de cacau;

Modo de preparo:

1. Bata o leite vegetal, a biomassa, a alfarroba e as tâmaras no liquidificador;

2. Em um recipiente, coloque a mistura e acrescente as sementes de chia;

3. Leve à geladeira até que o preparo fique em consistência de mousse;

4. Enfeite a sua sobremesa com os nibs de cacau;


Receita de Salpicão de frango:

Nessa versão, a tradicional maionese deverá ser substituída pelo iogurte natural, tornando o salpicão light, com menos calorias e mais nutritivo. As nozes presentes na receita ajudam a conferir sabor, além de vitaminas, ômega-3, minerais e compostos antioxidantes.

Você poderá utilizar o salpicão como entrada, acompanhamento e até mesmo como recheio para sanduíches.

Ingredientes:

1 peito de frango, cozido e desfiado;

1 cenoura ralada;

1 maçã verde fatiada em rodelas finas;

3 colheres de sopa de salsinha picada;

1 xícara de chá de salsão cortado em fatias finas ou pedacinhos;

½ xícara de nozes picadas;

Suco de um limão;

1 pote de iogurte natural desnatado (aproximadamente 160 ml);

1 colher (de sobremesa) de curry;

1 dente de alho;

2 colheres de sopa de azeite;

2 colheres de sopa de uvas passas (opcional);

Sal e pimenta do reino a gosto.

Modo de Preparo:

1. Em um liquidificador ou processador, bata o iogurte, o suco de limão, o sal, a pimenta, o alho, o curry e o azeite;

2. Em um recipiente, junte os ingredientes batidos, as nozes, as uvas passas, a maçã, o salsão e o peito de frango desfiado;

3. Misture bem e mantenha o salpicão de frango refrigerado até o momento de servir.


Receita de Torta de chocolate:

Esta receita de torta de chocolate é ideal para uma sobremesa prática, gostosa e saudável. Têm como ingredientes tâmaras, amêndoas, cacau em pó, leite de coco e tofu, podendo ser consumida também por pessoas que seguem uma alimentação vegana.

Além disso, essa versão de torta é sem glúten e sem lactose. As amêndoas, que compõem a massa da torta são fontes de proteínas, gorduras, vitaminas do complexo B e minerais – como o cálcio e o ferro.

Ingredientes:

1 ½ de amêndoas cruas;

1/3 xícara de cacau em pó;

2 xícaras de tâmaras (sem caroço);

Óleo de coco para untar a assadeira;

300g de Tofu;

1 ¾ xícara de chocolate amargo picado;

½ copo de leite de coco;

Modo de preparo:

1. Deixe as tâmaras de molho na água por aproximadamente 10 minutos, até hidratar;

2. Em um processador, pulse as amêndoas e o cacau em pó;

3. À parte, processe as tâmaras – sem água – até formar uma massa grudenta;

4. Adicione as amêndoas e o cacau, misture bem;

5. Espalhe a massa em uma forma de vidro untada com o óleo de coco;

6. Com as mãos, pressione a massa de forma uniforme, até cobrir toda a assadeira;

7. Leve ao congelador;

8. Para o recheio: Derreta o chocolate em banho-maria ou no micro-ondas e, em seguida, bata o chocolate no liquidificador junto com o tofu e o leite de coco;

9. Despeje o recheio sobre a massa e leve para o congelador por aproximadamente 2 horas ou até ficar firme;

Dieta do Carboidrato passo a passo:

A dieta do carboidrato é também conhecida como “Dieta da USP” ou da “UNICAMP”, apesar de ambas as universidades não as reconhecerem, e é baseada no consumo mínimo de carboidratos o possível – substituindo cautelosamente por outros alimentos, de forma a não tornar a alimentação pouco nutritiva.

A intenção é justamente proporcionar menores índices de liberação de açúcar e de formação de massa ao organismo, para que, dessa forma, ele possa trabalhar com maior facilidade em expulsar as impurezas, mantendo tudo o que lhe faz bem.

Os benefícios de uma dieta do carboidrato podem ser:

Proporcionar uma sensação de saciedade;

Reduzir os índices de colesterol e triglicerídeos;

Aumentar as taxas do colesterol “bom” (HDL);

Auxiliar no controle da diabetes;

Aprimorar o funcionamento do intestino, por conter um número maior de alimentos integrais;

Em geral, quanto menor a ingestão de carboidratos na dieta, maior é o estímulo para a perda de peso.

É recomendado o acompanhamento de um nutricionista no processo da redução de carboidratos, pois a dieta pode causar problemas como alterações de humor, dores de cabeça e queda na imunidade – em caso da não ingestão dos carboidratos necessários para que o organismo funcione adequadamente.

Lembre-se de:

Seguir o cardápio com as comidas de baixo teor calórico, ou sem calorias;

Correr por vinte minutos todos os dias, ou fazer alongamentos em casa;

Fazer, no mínimo, seis refeições todos os dias;

Ingerir bastante água entre as refeições;

Não ultrapassar os 15 dias recomendados da dieta, para não prejudicar a saúde.

Para alcançar os seus objetivos e metas com a dieta do carboidrato, é importante ter disciplina para seguir a dieta corretamente, sempre verificando os rótulos e as quantidades de calorias ingeridas no dia – que precisam ser mínimas –, não se esquecendo de fazer no mínimo seis refeições por dia.

É fundamental manter em mente de que a dieta do carboidrato – bem como praticamente qualquer dieta – não deve ser praticada por períodos muito longos, no caso, superior a 15 dias.

Dieta do Carboidrato: Alimentos Permitidos Que Potencializam a Dieta!
5 (100%) 1 vote